Tudo o que um lápis pode conter

Espaço de partilha sobre as actividades de Expressão como Actividades Globalizantes e Interdisciplinares fundamentais no desenvolvimento da criança. Teve por base a acção de formação que já partilhei ao longo de alguns anos, mas pretende-se ir mais além...Compreender a arte da criança, simplesmente respeitando-a, nesse acto individualizado de expressão
livre, que só a si lhe pertence e como tal deve ser respeitado.
Espaço ainda para a literatura infantil como mediador e receptor da expressão livre e espaço para a arte em geral!



sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Bom Natal e Bom Ano 2012

 
Mais afastada deste meu espaço de partilha, em virtude de algum tempo dedicado ao facebook não posso contudo deixar de desejar aos que me visitam um Feliz Natal e um Ano 2012 com pó de fada e histórias maravilhosas recheadas de coloridos desenhos.
Apesar de muitos entraves e contrariedades ainda é possivel fazer de cada dia mágico envolto em sonhos e fantasia

 

terça-feira, 15 de novembro de 2011

O Valor Terapêutico de Contar Histórias

O Valor Terapêutico de Contar Histórias
Para as crianças, pelas crianças
de Margot Sunderland

Quando a criança não expressa seus sentimentos dolorosos ou inquietantes, ela pode passar a ter comportamentos difíceis e provocadores, ou sintomas neuróticos. As crianças não têm os recursos interiores para processar e digerir sozinhas os sentimentos que as perturbam. Processar sentimentos dolorosos e difíceis significa senti-los plenamente e pensar sobre eles. Para processá-los, a criança precisa de um adulto compreensivo que possa lhe dar atenção e respostas de qualidade. Ou seja, um adulto que faça o possível para se colocar no lugar da criança, de modo que ela se sinta profundamente compreendida. O objetivo deste livro é ajudar você a fazer exatamente isso.

A autora trata da filosofia e da psicologia que conferem valor terapêutico às histórias contadas para crianças e apresenta maneiras práticas de maximizar esse valor. Ela oferece também orientações úteis sobre como aproveitar, do ponto de vista terapêutico, as histórias criadas espontaneamente pela criança com sentimentos difíceis, incluindo:

- Por que contar histórias é um meio tão eficaz de ajudar as crianças a lidar com seus sentimentos

- De que recursos você pode se valer quando conta histórias

- Como criar a sua própria história terapeuticas para uma criança

- O que fazer quando a criança lhe conta uma história

- Coisas a fazer e a dizer ao trabalhar a história de uma criança

Este livro tem um valor inestimável, não apenas para profissionais que trabalham com crianças, mas também para pais que querem compreender melhor os sentimentos dos filhos.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

3.º CICLO INTERNACIONAL DE LEITURA ANIMADA


LEITURAS, CONTOS, MÚSICA, MÚSICA PARA BEBÉS, TEATRO, CINEMA DE ANIMAÇÃO AO AR LIVRE, WORKSHOP'S, INSTALAÇÃO,
PERFORMANCE, ENCONTROS, FORMAÇÃO, SERÃO DE CONTOS

PELO TERCEIRO ANO CONSECUTIVO A LIVRARIA HISTÓRIAS COM BICHO COLOCA À DISPOSIÇÃO DOS SEUS LEITORES, UMA PROPOSTA DE ACTIVIDADES PARA ANIMAR O VERÃO.
UMA PROGRAMAÇÃO DE QUALIDADE, QUE PRIMA PELA CRIATIVIDADE COM QUE A LEITURA SE APRESENTA.

ESTE ANO O BICHAROCO TEM:

PIRATAS, BEBÉS, FLORES E BOLACHAS,
LETRAS E SAPATOS NAS PAREDES,
MOSQUITOS, ENCONTROS E CABRITOS,
PULGAS, FORMAÇÕES E GRATACAS,
MÚSICA E SENHORES À ESPREITA,
MÃES, PAIS, TIAS, PRIMAS, NETOS E AVÓS,
RATINHOS E QUANTOS GATOS QUERES,
CINEMA COM SABOR A CHÁ E CHEIRO DE VENTO,
MAÇÃS E SOPAS D'ÁGUA,
RITMO, TERRA, PERFORMANCE E COR,
FRALDAS, TEATRO E ROCAS,
MF PM MMM MMM AM NE E CM,
CONTOS E LEITURAS DESCALÇAS,
POÇO, BALOIÇO E UM PAPÃO
CASTELO, PASSARINHOS E NINHOS,
EVAS,
LUA CHEIA, ARANHAS, CONCERTO,
TORRADO, FRIO E SERÃO.

O BICHAROCO É ESSENCIALMENTE UM ENCONTRO DE EXPRESSÕES, ARTISTAS, PALAVRAS E LEITURAS.
É UM PRETEXTO PARA ANIMAR A LEITURA EM TEMPO DE FÉRIAS E CONVIDAR OS NOSSOS LEITORES A SUBIR AO CIMO DO MONTE, É TER A PORTA ABERTA PELA MANHÃ, À TARDE E PELA NOITE DENTRO ATÉ OS CONTOS SECAREM NA BOCA DOS NARRADORES. É SENTIR O CORPO A ESTICAR E A ENCOLHER E AS CRIANÇAS A CRESCER.

ANDRÉ LETRIA, RITA REDSHOES, MARGARIDA BOTELHO, MARINA PALÁCIO, JAVIER SÁEZ CASTÁN, FERNANDA FRAGATEIRO, CRISTINA TAQUELIM, RAQUEL OLIVEIRA, CHARO PITA, ANTÓNIO FONTINHA, MANUEL SEVILLANO, LIBERDADE, SÃO ALGUNS DOS NOMES QUE COMPÕEM O ELENCO DESTA TERCEIRA EDIÇÃO.

ESTE ANO DESTACAMOS, MAIS UMA VEZ, A PRESENÇA DO TEATRO LUA CHEIA, DA OQO FILMES, DO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DAS CALDAS DA RAINHA, DO LIBERDADE E DE TODOS OS ARTISTAS QUE TORNAM ESTA TEMPORADA TÃO ÚNICA.

PORQUE A LEITURA É MÚSICA, MOVIMENTO, RUA, PALAVRAS, TEATRO, DANÇA, COLO, TEXTURA - É ENTENDER O MUNDO COMO QUEM OUVE E CONTA UM CONTO. ESPERAMOS POR VOCÊS AQUI, ONDE A LEITURA ACONTECE TODOS OS DIAS.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Experiências psicomotoras

“A escrita, (…), não é uma competência que a criança aprende como se fosse uma aquisição totalmente nova e a ela estranha; ela é o resultado de avariadas aprendizagens efectuadas anteriormente em diferentes áreas, aparentemente não relacionadas com a própria escrita. Trata-se de aprendizagens ligadas ao espaço e ao tempo, vivido e conhecido; trata-se de experiências corporais e de exercícios específicos de coordenação geral e fina; trata-se, ainda do esquema corporal e da lateralidade, enfim, de experiências objectais bem investidas, com as relativas aprendizagens sob o plano perceptivo-motor e representativo.
Não se deve, porém, esquecer o papel basilar de uma vida afectiva equilibrada dentro de relações positivas com o ambiente.
Neste sentido, uma perturbação da escrita deve ser vista muito mais como o indicador de dificuldades presentes a níveis subjacentes, que correspondem a funções psicomotoras específicas e a estágios evolutivos anteriores. Por isso, a intervenção não deve recai sobre a execução formal e repetitiva da escrita, mas deve se dar a través das experiências psicomotoras, gerais e específicas, vividas, agidas e trazidas à consciência; é isso que pode ser feito através da psicomotricidade. “
in: Pg 60 e 61 de  
Boscaini, F. (1998). Psicomotricidade e grafismo. Da grafomotricidade à escrita.
Rio de Janeiro: Sete Letras.

 e

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Tudo o que um lápis pode conter e Outro lado do Lápis


Aqui deixo o levantamento de bibliografia na temática 
EC

Menino desenha monstros para pagar tratamento do cancro


Uma criança norte-americana encontrou na pintura a força que precisava para lutar contra um cancro e impedir que a casa dos pais fosse vendida para custear o tratamento. Na cama do hospital, Aidan Reed, de cinco anos, pintou 2460 "monstros" que o ajudaram a arrecadar mais de 20 mil euros.

A história de Aidan Reed, de cinco anos, é uma lição de vida, daquelas que deixam até os menos sensíveis com lágrimas nos olhos. No passado mês de Setembro, o miúdo do Kansas, Estados Unidos, foi diagnosticado com uma leucemia, que, segundo os médicos, tem uma alta taxa de cura, a rondar os 90%.

Depois da confirmação da doença, o menino foi submetido a um tratamento de quimioterapia e a outros procedimentos dolorosos para uma criança. Uma situação muito difícil para os pais, que também se viam cada vez mais endividados com as despesas do hospital.

A casa da família Reed foi a primeira a "sentir" os poderes devastadores do cancro, tendo sido posta à venda para pagar o caro tratamento de Aidan. Os Reed estavam num beco sem saída.

A solução encontrada foi "explorar" um dom do menino: a arte de desenhar. A tia da criança, Mandi Oisten, colocou os desenhos do miúdo à venda num site, que poucos dias depois se tornou um enorme sucesso.

"'Meu número de sorte é 60, então eu decidi que iria vender 60 desenhos', disse Ostein, que depois teve de transformar a sua casa numa "gráfica", devido ao enorme volume de encomendas provenientes do mundo inteiro.

"Fiquei chocado com o sucesso dos desenhos. Acho que para o Aidan tem sido uma boa distracção da doença", disse o pai do menino, Wiley Reed, à "BBC".

Se por um lado os desenhos de Aidan não respeitam os padrões básicos da "arte", até pela sua tenra idade, as suas pinturas expressam o sentimento puro de uma criança, que nesta fase da vida só pensa em divertir-se com monstros e palhaços, e não tem tempo para encarar a doença como se fosse o fim da vida.

No total, foram vendidos 2460 desenhos, angariando uma quantia de 30 mil dólares (20 mil euros), o suficiente para pagar a conta do hospital e cancelar a venda da habitação da família.

"É absolutamente inacreditável. Somos moradores de uma pequena cidade norte-americana. Este tipo de coisa não acontece connosco", disse Ostein.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Árvore generosa

Dia Mundial do Livro comemora-se a 23 de abril


Livros espalhados dos museus aos parques e jardins.
No sábado, 23 de abril , comemorou-se o Dia Mundial do Livro. Uma data assinalada desde 1996 por iniciativa da Unesco e escolhida para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste mesmo dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de São Jorge e recebem em troca um livro. Recentemente até, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo. A Portugal esta tradição parece ainda não ter chegado, mas desde há muito que o livro tem vindo a ser objeto de estudo e análise, muito para lá da sua leitura. O incentivo à leitura é, aliás, uma prática que qualquer Governo pretende promover e é talvez por isso que o Ministério da Cultura promove uma ação em torno da importância do livro e da leitura, em museus, palácios e monumentos sob a sua tutela, onde serão oferecidos cerca de dois mil livros aos visitantes. Entre os livros a distribuir estão obras como Os Lusíadas ou O Primo Basílio. E se é já na próxima semana que arranca também mais uma edição da Feira do Livro, é também na próxima semana que o EDUCARE.PT vai publicar uma reportagem com os livros que preenchem as vidas de vários alunos portugueses distinguidos por mérito escolar. 

Os livros dos alunos distinguidos 
Nesta reportagem vai poder perceber, por exemplo, qual o clássico da literatura portuguesa que mais marcou um dos alunos vencedores do Prémio faz «Portugal Melhor», atribuído pelo «Ciência Hoje» a um projeto intitulado "Palpita-me". O projeto envolveu alunos de uma escola de Aveiro e, entre dados com chamadas de atenção para os problemas cardiovasculares no nosso país, destaque para a construção de um eletrocardiógrafo. Poderia o João Ramos, um dos alunos envolvidos e premiados, preferir um qualquer livro de aventuras... mas em vez disso escolheu um de Eça de Queirós. O João Ramos tem 16 anos e já frequenta o primeiro ano de Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. 

Literatura infantojuvenil ou só... literatura? 
E isto da leitura e da literatura não tem idades. Prova disso é o que diz ao EDUCARE.PT o escritor Álvaro Magalhães. Um dos autores do livro Histórias e Canções em Quatro Estações refere que "não podemos escrever para crianças como se isso fosse uma coisa menor ou como se elas não percebessem o que querem os escritores contar". Esta é uma das opiniões que mais circula entre quem está habituado a escrever literatura infantojuvenil . Mais. Neste Dia Mundial do Livro muitos vão colocar a questão da divisão entre literatura infantojuvenil ou simplesmente literatura, a propósito da forma de catalogar as coisas no setor . 

Mais iniciativas 
Das várias iniciativas marcadas para este sábado, e para lá da já referida distribuição gratuita de livros em alguns museus, fique atento aos parques e jardins por onde passear, já que vai poder encontrar exemplares da revista Ler espalhados ao acaso.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

"A Contradição Humana"

A Papa-Livros vai receber, dia 15 pelas 21h00, o escritor e ilustrador Afonso Cruz, com o seu livro "A Contradição Humana", Prémio Autores 2011 SPA/RTP para Melhor Livro Infanto-Juvenil.
A conversa será acompanhada com a inauguração de originais do livro.

"Apesar de comer tanto açúcar, é uma pessoa AMARGA. A minha mãe diz que o que lhe falta é chá." Afonso Cruz
 
Papa-Livros - Livraria
Rua Miguel Bombarda, 523
4050-383 Porto
T: 220931549 - 968584900 - 915270672
www.livraria-papa-livros.blogspot.com

domingo, 10 de abril de 2011

Picasso para Crianças


Picasso for Kids from Costhanzo on Vimeo.

Eva de Margarida Botelho

Sem palavras!!...


Com mil beijos para a Margarida

sábado, 22 de janeiro de 2011

Formação "O Outro lado do lápis"

(Foto de EC.- 2010)

O Outro lado do Lápis - Desenvolvimento Gráfico Infantil e áreas de Expressão

Formadora: Elvira Silva
 
Local: Colégio S. Francisco de Assis, Porto Salvo

Destinatários: Educadores e Professores do 1º CEB *
 
Modalidade: Curso

Calendarização:
Maio: 3, 5, 10, 17, 19 Horário: 18h/21h; Maio: 24, 27 Horário: 18h/21h30
 
Nº de Horas: 25
 
Unidades de crédito: 1

Registo de Acreditação: ACC - 61182/09

Conteúdos:
- Jogos de expressão, exploração, experimentação, relação corporal e globalização dos saberes;

- A expressão e Educação dramática;

- As actividades de Expressão como Actividades Globalizantes e Interdisciplinares.

Inscrições em http://www.apei.pt/

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

A Arca do Tesouro



Às vezes, os livros também se ouvem. Umas vezes, porque falam connosco enquanto os lemos e outras porque "se fazem ouvir". É o caso de "A Arca do Tesouro"editado pela Caminho, um livro com CD que nasceu de um texto original de Alice Vieira e que serviu de base para a obra original "Um Pequeno Conto Musical" de Eurico Carrapatoso. A interpretação é da Orquestra Metropolitana de Lisboa com direcção de Cesário Costa e a narração do conto é de Luís Miguel Cintra.


 Um livro que reúne páginas de ilustrações lindíssimas que se vêem e ouvem. É lê-lo e ouvi-lo ao mesmo tempo! Uma delicia! Irresistível! Mas claro, eu sou suspeita, adoro música e livros infantis...
E.C.

Leituras

Leituras
Os livros que se seguem apresentam as minhas opiniões sobre os mesmos. Exclusivamente o que o "meu lápis pode conter". EC

O Rei Inchado

O Rei Inchado
clicar na imagem para ler o post

Todos os escritores do mundo têm a cabeça cheia de piolhos

Todos os escritores do mundo têm a cabeça cheia de piolhos
clicar na imagem para ler o post

Gigante Gigantão

Gigante Gigantão
clicar na imagem para ler o post

O pato amarelo e o gato riscado

O pato amarelo e o gato riscado
clicar na imagem para ler o post

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS
clicar na imagem para ler o post

A ferramenta que faz os contos

A ferramenta que faz os contos
clicar na imagem para ler o post

O caderno do avô Heinrich

O caderno do avô Heinrich
clicar na imagem para ler o post

PEQUENO LIVRO DAS COISAS

PEQUENO LIVRO DAS COISAS
clicar na imagem para ler o post

achimpa

achimpa
clicar na imagem para ler o post

Tu tens direito

Tu tens direito
clicar na imagem para ler o post

O meu avô

O meu avô
clicar na imagem para ler o post

"um, dois, três, conta lá outra vez"

"um, dois, três, conta lá outra vez"
clicar na imagem para ler o post

Minhamãe

Minhamãe
clicar na imagem para ler o post

Tous les chats

Tous les chats
clicar na imagem para ler o post

A Locomotiva

A Locomotiva
clicar na imagem para ler o post

ERA UMA VEZ UM CÃO

ERA UMA VEZ UM  CÃO
clicar na imagem para ler o post

Do outro lado do mundo

Do outro lado do mundo
clicar para ler o post

Apresento-vos KLIMT

Apresento-vos KLIMT
clicar na imagem para ler o post

O amor e a amizade

O amor e a amizade
clicar na imagem para ler o post

A História de Van Gogh. O rapaz dos girassois

A História de Van Gogh. O rapaz dos girassois
clicar na imagem para ler o post

Eu sei tudo sobre as mamãs

Eu sei tudo sobre as mamãs
clicar na imagem para ler o post

o Livro da Avó

o Livro da Avó
clicar na imagem para ler o post

As partidas do Sebastião

As partidas do Sebastião
clicar na imagem para ler o post

Papá, diz-me porque não andam as Zebras de patins?

Papá, diz-me porque não andam as Zebras de patins?
clicar na imagem para ler o post

O Meu e o Teu

O Meu e o Teu
clicar na imagem para ler o post

Zé Pimpão, o «Acelera»

Zé Pimpão, o «Acelera»
clicar para ler o post

As Férias do Pai Natal

As Férias do Pai Natal
clicar para ler o post

De Que Cor É o Desejo?

De Que Cor É o Desejo?
clicar na imagem para ler o post

Músicos contados aos jovens

Músicos contados aos jovens
clicar na imagem para ler o post

O Livro da Avó

O Livro da Avó
clicar na imagem para ler o post